Yola Semedo fala das limitações das figuras públicas e da importância da reunião familiar

A diva da música angolana, Yola Semedo, esteve hoje, 19 de Dezembro, no programa 10-12 da TPA 1, onde abordou as limitações das figuras públicas dizendo que o mundo das celebridades sempre deu o que falar e a maior parte dos famosos se sente impossibilitado de agir em determinados meios pelo facto de serem pessoas muito conhecidas.

“Depois de atingir um certo estatuto ao longo dum percurso profissional, muita coisa que antes se gostava de fazer, deixa-se”. Questionada sobre o que mais sente falta no seu passado, Yola respondeu: “Muita coisa mudou na minha vida após o nascimento do meu filho, Carlinhos; passei a ver as coisas numa perspectiva diferente, aprendi a diferenciar a Yola no palco e a Yola no seio familiar. É importante nos reeducarmos e buscarmos mais através de pesquisas, a importância da família e sabermos diferenciar o artista do ser humano”, disse Yola, acrescentado que: “Há mais chances de encontrar a artista no shopping a fazer compras para casa do que em eventos sociais. “Eu também gosto de ir à Chicala com muito gosto”, disse a cantora mostrando, deste modo, que é um ser humano normal como qualquer outro.

E como não existem apenas vantagens em ser figura pública, Yola disse que, o facto de ter crescido na música fez com que ela não gozasse mais da liberdade de um ser humano. “Com toda essa experiência de vida, tento reeducar a minha mente para passar aos meus fãs essa diferença entre o artista e o ser humano, que até certo ponto eles entendem e fazem com que o artista deixe de fazer determinadas coisas não por si, mas por aqueles que o rodeiam.

Durante a conversa, Yola revelou que cresceu numa sociedade rodeada de drogas e prostituição, mas nem por isso integrou num dos grupos que praticavam tais actos. “Todos nós devemos ser espelho na sociedade. Felizmente, a minha família sempre foi o meu suporte e eu espelho-me primeiramente para o meu filho, daí a importância da reunião familiar para que os nossos, sobretudo os mais novos, estejam melhores e seguros para a sociedade de hoje, portanto, há necessidade de valorizamos a família em primeiro lugar e depois vem o resto”.
Share on Google Plus

About RidjeAdrianoAmisse

Se me conheces com base no meu passado, permita-me que eu me apresente novamente!