A Platina Line Destacou As Diferenças Principais Entre Música ao Vivo e Música Gravada


Quando ouvimos uma banda, orquestra ou cantor ao vivo pela primeira vez, após ouvir por algum tempo a versão gravada, é comum haver até um estranhamento devido às diferenças perceptíveis. Às vezes a banda parece ter mais vida ao vivo, graças a um som muito “mecânico” na gravação. Outras vezes, entretanto, é quase irreconhecível graças a perda da qualidade técnica.
Isso se deve porque, em estúdio, não é necessário cantar ou tocar perfeitamente todas as vezes. A música gravada é completamente editada, melhorada e aperfeiçoada em muitas maneiras. Tanto que a banda ou orquestra pode até nunca ter tocado todo os elementos da música simultaneamente no estúdio.
Muitas vezes, a canção é fabricada e ajustada completamente no período de pós produção. Por isso, bandas tem de ensaiar muito antes de levarem novas canções ao palco. É possível que a música, em vez de ter sido pensada completamente antes de ser levada ao estúdio, tenha sido na realidade criada nesse espaço.
Uma analogia para descrever as diferenças é comparar uma peça de teatro a um filme. Enquanto peças de teatro fluem naturalmente e não há espaço para falhas, em filmes há a possibilidade de regravar, repensar, editar de novo, masterizar diferentemente…
Portanto, por mais que se comparem as duas formas de ouvir música, fato é que suas características são majoritariamente similares, mas são os detalhes que as fazem completamente diferentes uma da outra.
Por: PL
Share on Google Plus

About Musika Nova

Se me conheces com base no meu passado, permita-me que eu me apresente novamente!