#RETROSPECTIVA: ACONTECEU NA ZAMBÉZIA EM 2017 [VIDEOS OFICIAIS]



Videoclipes assumem papel cada vez mais decisivo na carreira dos artistas e, graças a veiculação pela internet, as produções audiovisuais ganham importância.

Nos dias de hoje, os registos audiovisuais assumem um papel vital na carreira musical no moundo particularmente em Moçambique. Além do maior número de usuários no Youtube e Facebook que vai crescendo, crescem também os blogs e portais de música, os espaços televisivos para exposição dos vídeos e outros canais.
Hoje, os videoclipes são parte importante da carreira de um músico, tal igual a capa/banner usado ou ainda a mistura da música. Um bom vídeo trás sempre mais hipóteses do áudio ser melhor apreciado. Várias são as músicas lançadas, mas que só passam a ser apreciadas depois que é gravado e divulgado o vídeo da mesma.
Parece que este facto ficou mais claro para os musicos Zambezianos em 2017.Vários foram os esforços empreendidos por eles, para colocar no mercado trabalhos audiovisuais com altissima qualidade. Fizemos uma visita ao Youtube para encontrar os videos de Artistas desta parte de Moçambique e, agora, passamos todos aqui para nos recordamos nos proximos tempos:

A música “O Problema Não é Money”, do musico Zambeziano WEKA (a.k.a Preto de Lábios Cor de Rosa), com participação do seu conterrâneo TROY, foi lançado no mês de Maio. Passados 6 meses, a musica ainda continu a ser de consumo obrigatório. O Video foi, até o momento, visualizado cerca de 1.826 vezes, a aprtir do canal da Biriba Studios (Produtora do Video).




Outro musico Zambeziano que apostou em VideoClipe foi o MID ONE, que trouxe as imagens sobre a musica “Mhalavy (Azar)”. Para oferecer mais qualidade e profissionalismo ao Video, “Mr Commercial” foi buscar um mestre em videos fora de portas, o Hussein Dias. Quer acredite ou não, admitimos ter ficado emocionados ao partilhar o link no musikanova.net , pois sentimos o prazer e orgulho de ostentar um video com tamanha qualidade, antes vista em trabalhos de artistas internacionais ou da capital do País. Video já foi, até ao momento, visto cerca de 2.649 vezes, atravéz do canal do produtor do video.


Quase no mesmo periodo, recebemos mais uma bomba audiovisual, também da Zambézia. Desta vez era o musico TROY (a.k.a dono dos Acordes), que acabara de presentear o publico com o videoclipe da música “Tipo Droga”. A qualidade e profissionalismo apresentado no Video estiveram na responsabilidade do mestre Hussein Dias. O Video conta agora com cerca de 3.067 visualizações, no seu canal.


Pouco tempo depois, já com a faixa “Pintada D´Ouro” TROY apresenta ao publico mais um trabalho audiovisual, tambem dirigido por Hussein Dias. Este, conta agora com cerca 962 visualizações, no canal do artista. 

Embora na Zambézia, devido as especificidades do nossa Pseudo Industria Musical, ainda é muito caro investir em vídeos com qualidade, principalmente por parte das novas caras na área. Contudo, encotra-se sempre uma forma de se fazer um bom trabalho, por isso que os lançamentos continuaram.
Algum tempo depois do lançamento dos videos descritos anteriormente,  Hussein Dias foi novamente chamadado a navegar pelos Bons sinais e parece que não andou apenas por lá. Respondendo ao pedido do musico destas terras, o mestre de videos foi desafiado a retratar as riquezas culturais e turísticas da Província ao som do Afro-Jazz. “Zambézia” está agora retratada numa única musica e pode-se ver e rever no youtube, num video que conta agora com cerca de 1.358 visualizações.

Podiamos falar tantos outros vídeos,  super simples e bastante populares, que hoje criaram um impacto maior em relação ao áudio e talvez tornaram-se uma via eficaz de manter os artistas em contato com o seu possível público, claro, se foram muito bem feitos.
Bom, para o nosso lado, nós estámos satisfeitos com o trabalho realizado no âmbito dos videos clipes e acreditamos que os artistas Zambézianos têem noção de que se precisam chegar onde almejam estar om dia por via da musica, um videoclipe bem feito é como aquele prato de Mucapata e galinha a zambeziana que saiu recentemente numa revista estando num top por ai. Sabemos que já entenderam!
O facto é que um bom videoclipe cria novos laços com a audiência, seja porque ela está vendo a cara do artista, ou porquê se relaciona com o bom gosto ou a boa ideia audiovisual do artista. Além disso, um bom videoclipe leva o artista a outras plataformas, como a TV e os festivais de cinema e vídeo.

Agora, se perguntarem como fazer um bom videoclipe? Nós diremos que essa é uma pergunta que não tem resposta. É quase o mesmo que perguntar "como fazer um bom filme". Existe sempre o básico: uma boa ideia, bons equipamentos e gente competente e afinada com suas ideias te ajudando. 

O que dá para responder mais facilmente é o que não fazer num videoclipe:

- Aparecer a cantar ou tocar num estúdio não é um videoclipe. Encare o videoclipe como um curta metragem da música que você escolheu.

- Cuide da parte técnica com carinho especial. Mesmo que você tenha uma ideia excepcional, gravar isso num iPhone e editar no MovieMaker pode fazer com que sua brilhante ideia não tenha requisitos técnicos mínimos para ser exibido numa TV. Gaste um pouquinho para ter assessoria de alguém que entende desta parte técnica, como um diretor de fotografia e/ou um editor de vídeo.

- Muito cuidado na hora de usar imagens de terceiros. Fotos, vídeos, trechos de filmes que você adora podem parecer "homenagem" mas se o dono não autorizou seu uso no seu videoclipe, eles são na verdade uma "chamada para a prisão". 

- Tenha critérios na hora de publicar vídeos no YouTube. Um vídeo mal feito, com áudio ruim, ou tão escuro que é impossível identificar o Artista, ou com o celular tremido e cabeças na frente pode mais queimar literalmente seu filme do que te ajudar a divulgar. Só divulgue vídeos que você considera muito bons. Neste ponto, um videoclipe deve ser o seu melhor vídeo até aquele momento.

Por: Isá Gildo

Share on Google Plus

About Musika Nova

Se me conheces com base no meu passado, permita-me que eu me apresente novamente!