#RETROSPECTIVA: ACONTECEU NA ZAMBÉZIA EM 2017 [FESTIVAL DE ZALALA]


De que o "Festival de Zalala" é uma marca dentro e fora de portas, ninguém pode duvidar e caso alguém duvide melhor arrumar as malas e morar no Céu. Leia o que o titular das pastas da Cultura e Turismo da Zambézia disse ao semanário Txopela, durante os preparativo da 10ª edição:
“o festival de Zalala já é reconhecido no mundo inteiro e faz parte da agenda internacional, tanto que já faz parte da calendarização dos festivais dos países banhados pelo oceano Indico, uma agenda promovida pela UNESCO, para além de termos gente querendo se organizar em grupo nas outras províncias para participar do festival”.
Contudo, em meio a todas as adversidades financeiras do nosso belo Moçambique, todo esforço foi feito para assegurar a continuidade deste evento que tanto engrandece a cultura e turismo da Província. Nós, como espectadores, reconhecemos os sacrifícios feitos para tornar a 10ª Edição de Festiva de Zalala, fosse a melhor festival de praia de sempre, em todo o território nacional.

Reconhecemos, também, que a Edição 2017 foi mais inclusiva, tendo albergado um vasto leque de artistas e actividades. Para ilustrar, para além dos artistas da Província, estiveram presentes artististas de outros cantos do País e do Mundo, como é o caso da Lizha James, Zav, Messias Maricoa, Felex bem como o Angoano Don Kikas, marcando assim o primeiro passo para a inclusão de artistas internacionais no festival. Sobre as actividades. foram programadas e realizadas cerca de nove (9) delas como, por exemplo, a feira de artesanato e pescado, bem como amostras culturais do universo zambeziano.

O jornal "O País", escreveu na sua pagina da Internet, o seguinte:
"dados disponibilizados pelo governo provincial indicam que mais de 35 mil pessoas escalaram a praia para assistir ao festival de Zalala, um evento que busca promover e divulgar as potencialidades culturais, turísticas e oportunidades de investimento na província da Zambézia". 
E não parou por ai, até a gastronomia desta Província esteve em peso, foi possível apreciar os sabores da culinária local, com destaque para mucapata e galinha zambeziana. O peixe pende também foi bastante apreciado na feira gastronómica.


Para finalizar, deste lado fica a sensação de um óptimo trabalho feito pela Direcção Província da Cultura da Zambézia e estamos confiantes de que para o ano que vem, será ainda melhor.

Por: Isá Gildo
Share on Google Plus

About Musika Nova

Se me conheces com base no meu passado, permita-me que eu me apresente novamente!